©

i wanna hear your rawr | Dan & Kat

Não fora fácil enrolar Alexander naquele dia, já que parecia que ele sabia que eu iria para a boate. Não que Alexander fosse do tipo que mandasse em mim e tudo mais, eu geralmente fazia o que eu quisesse, mas ele tinha aquilo de “não se mostrar tanto em público”. Bem, não era EU que tinha algo a esconder, certo? Não era eu que tinha vários segredos. Não segredos importantes. Olhei-me pela ultima vez no espelho de meu quarto e respirei fundo, ajeitando meus seios no decote. Eu realmente gostava daquele vestido preto básico. Aliás, eu gostava muito mais de coisas básicas agora, já que eu vivia cheia de brilho nos palcos. Eu estava perfeita, talvez, mas ainda assim nervosa. Arrumada demais para a boate, lábios pintados demais, cabelo perfeito demais. Que droga, era só um homem, pra que tudo aquilo? Apanhei a bolsa antes que eu começasse a ter um ataque e saí do apartamento o mais rápido que pude, indo para a boate que não ficava tão longe.

Pude ouvir a batida ao adentrar no local e soube quem tocava, era como se qualquer coisa vinda de Daniel me hipnotizasse. – Senhorita, por favor. – Olhei para o homem de terno que antes havia me recepcionado e sorri. – Me desculpe, eu não prestei atenção em seu nome, mas tenho ordens de te acompanhar até as coxias do palco. – Ergui uma das sobrancelhas e senti rapidamente meu coração palpitar. Daniel tinha feito aquilo? Concordei com a cabeça e o homem começou a andar, eu o segui. Fitei o palco diversas vezes, de longe, enquanto andava. As pessoas estavam realmente enlouquecidas com o ritmo, e Daniel pareceu poderoso. – Por aqui. – Olhei novamente para o homem e segui até uma das coxias, espiando agora o homem de costas. – Obrigada. – Tentei sorrir mesmo nervosa e o homem falou no rádio, algo como “ela já está aqui”.

We’re under control • Katarina and Alexander

E eu mais uma vez estava no apartamento de Alexander, esperando por ele em pé, em frente a seu sofá.  O tempo estava bom e não tinha nenhuma apresentação marcada para aquela noite; desejei do fundo do meu peito que ele desistisse de ensaiar alguns números e fossemos… Beber? Não, Alexander nunca escolheria se divertir quando podia tentar aperfeiçoar seus truques. Andei tranquilamente até a varanda e estiquei o braço, tocando a cortina levemente para a afastar e eu conseguir ver a praia. Nada daquilo combinava com ele. Miami era divertida, cheia de pessoas simpáticas, amáveis e que gostavam de diversão. Alexander era amargo. Me afastei até perto do sofá novamente ao ouvir sons vindos do corredor e espiei, a porta continuava fechada. O que eu podia fazer para que ele… Relaxasse? Tirei um elástico do bolso e prendi o cabelo, um coque alto, Alexander sempre dizia que eu deveria prender o cabelo nos shows, então era algo de que ele gostava. – Alexander? – Chamei baixo para ver se ele abria a porta, e então aproveitei que não obtive respostas e ajeitei meus amigos. É, eu chamava meus seios de amigos, eles já me fizeram ganhar várias bebidas de graças. Também passei a língua sobre os lábios, eu sempre achava que as mulheres ficavam mais atraentes quando os lábios estavam molhados. Talvez os homens achassem também. Espera, por que eu estava fazendo aquilo? Eu só queria que meu chefe me desse folga para que pudesse ir à boate me divertir, eu não queria que ele… Se interessasse realmente em mim. Queria? Soltei o cabelo ao ouvir a porta se abrir e os sacodi, enfiando o elástico no bolso antes que Alexander chegasse à sala. 

ann-belle-straider:

Assistente de mágico? Que legal -sorri- Hoje é meio primeiro dia na verdade

image

É bem legal mesmo… - sorri

Sério? Que legal! Bem, boa sorte em dobro então… Eu preciso ir agora. Desculpe não poder ficar e ver o show, mas o Alexander, o mágico, é bem esquentadinho e eu preciso chegar no horário. Boa noite, e prazer!